Esse post é para dar uma ideia básica do processo de diagramar álbuns e ajudar quem está começando e não sabe por onde começar. Muitos fotógrafos iniciantes me perguntam sobre esse trabalho, e vou tentar trazer algum esclarecimento ou opinião pessoal vez em quando por aqui.

Está bem simples, mas acredito que vá esclarecer algumas dúvidas. Vamos lá?

Precisa começar por um software adequado? Conheça o SmartAlbums.

Para diagramar seus álbuns profissionalmente, o Software SmartAlbums é uma ótima solução.
É um Software de Diagramação assim como o InDesign (do Pacote Adobe, sistema Master no mercado de criação/diagramação no mundo todo) ou o DBook (o DBook é um software próprio de uma encadernadora – a Digipix – que o disponibiliza para os clientes diagramarem diretamente os álbuns em suas bases).  Mas, diferente do InDesign, o Smart é totalmente voltado para Álbuns Fotográficos. E em relação ao DBook, oferece uma série de vantagens. Pertence a uma empresa chamada Pixellu, e é possível baixar uma versão Trial de 15 dias para testar. Vale super a pena! Hoje a assinatura mensal de um ano tá 9 dólares. E a compra definitiva com 2 licenças 299 dólares.
(Não estou ganhando NADA por essa indicação.)

Seguem os links:
Pixellu – https://pixellu.com/smartalbums/
InDesign – https://www.adobe.com/br/products/indesign.html
Digipix – https://direto.digipix.com.br/

 

Como que faz?

Nele (ou em qualquer outro) é preciso primeiro configurar o tamanho do álbum que vai imprimir e diagramar o miolo do álbum inteiro numa só configuração de tamanho dessas lâminas. Normalmente, o tamanho da lâmina da CAPA é maior, e é preciso ver com cada empresa impressora as medidas a cada impressão, pois elas mudam conforme o número de lâminas total de cada projeto. Mas lâmina interna é tudo igual. (Lâmina é como chamamos cada página dupla aberta). Os álbuns começam geralmente com 10 lâminas, ou 20 páginas. Aí vai somando: por exemplo,15 lâminas são 30 páginas.

Para diagramar as capas, infelizmente o Smart ainda não deixa colocar tudo num arquivo só. Aí tem que configurar arquivo separado com o formato diferenciado, fazer contas de laterais a deixar, tamanho de lombadas, e pensar nas dobras todas. Para isso é melhor usar o Photoshop mesmo.

Aí então vc montou tudo, alinhou as fotos, deixou tudo lindo. Aprova com o cliente a arte e vai finalizar os arquivos em formato digital. Para isso Exporta/Salva as lâminas para enviar para a encadernadora ou mesmo colocar direto no software de Digipix ou outra, como citado.

Para as empresas de impressão em papel fotográfico, é preciso enviar as lâminas em sistema de cores RGB, geralmente.

Encontre uma encadernadora que te atenda bem em atenção para com suas dúvidas, preço, qualidade e prazo. Muita gente inicia mesmo com a Digipix (hoje há outras com software próprio também, como a Dreambooks). Ambas tem um monte de opção de álbuns e facilitam um pouco os entendimentos dos processos. Mas vale a pena pensar mais adiante em outras encadernadoras, abrir os horizontes criativos e realmente diagramar fora dos limites impostos por esses softwares próprios das empresas.

Imprimir dá trabalho, e há um caminho bom aí para trilhar e dominar esse processo, mas seguir vale a pena. Entregar impresso dá outra validade ao trabalho de fotografia. Amplia a visibilidade do seu trabalho e tangibiliza sua marca (pro bem ou pro mal). Por isso, faz com cuidado e entrega um bom produto, sempre.

Uma coisa é saber sobre diagramar bonito, criação e arte e outra sobre os softwares, processos de impressão, fornecedores e materiais disponíveis. A princípio parece muita coisa, mas dá para ir fazendo com atenção, cuidado e ir assimilando.

Esse post deu um passeio bem simplificado por parte desse caminho, mas espero que tenha ajudado de alguma forma.

Lembrando que nessa área, muitas vezes o que eu penso e coloco como sugestão pode não ser o ideal ou praticado por todos. Unanimidade é algo impossível de se alcançar e não estou aqui para ditar regra nenhuma, mas para compartilhar meu conhecimento e colaborar com quem busca ajuda, dentro da minha experiência. Conta para mim o que achou e como eu poderia ajudar mais.

Boas diagramações e bom trabalho para todos!

Dicas da Desenhadora – Diagramar álbuns, como faz?
Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial